Dotô, se meu filho for pra Disney ele vai pegar sarampo?

pluto

 (Imagem licenciada para uso pelo Creative Commons. Crédito: https://www.flickr.com/photos/ikoka/8386372699/, link da licença: https://creativecommons.org/licenses/by/2.0/).

E aí, caro paciente?.Pretende levar seu filho à Disney esse ano? Certifique-se que ele esteja em dia com as suas vacinas, não queremos nossas crianças doentes, não é mesmo?

O Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos está investigando um surto de sarampo associado a viagens para a Disneylândia, em Orlando. A vigilância é muito importante durante a ocorrência de surtos, principalmente de doenças altamente contagiosas como o sarampo.  Os EUA vem sofrendo com aumento do número de casos de doenças imunopreveníveis, devido ao aumento do número de pais adeptos a uma pratica nada saudável, a não vacinação de seus filhos.

Dotô, me conta desse surto na Disney?! Queria levar meus filhos nessas férias. Agora tô com medo!

Dos 52 casos associados ao surto, 28 (o que equivale a 55%) não eram vacinados, 17 (31%) não sabiam se tinham tomado a vacina, e somente 6 casos (12%) eram vacinados. E a idade dos infectados variou de 10 meses a 57 anos de idade, indicando que há um grande número de pessoas susceptíveis, independente da idade. E em todo o EUA, segundo o CDC, o número de casos bateu recorde desde a eliminação do sarampo em 2000, pois em 2014, foram notificados 644 casos em 27 estados.

Mas dotô, como um surto como esse pode influenciar aqui no Brasil?

Muitos brasileiros tem o costume de viajar para a Disney, e os médicos devem estar atentos caso apareça uma criança com febre e erupções cutâneas no hospital. O médico deve conversar com o paciente, e perguntar aos pais se eles fizeram alguma viagem recente, principalmente se tiver ido à locais que estejam tendo surto.

Mas meu caro paciente, não fique pensando que você precisa ir para Disney para se infectar. No Brasil, o número de casos tem aumentado no Nordeste, por exemplo. Em 2014, foram confirmados casos no Ceará (681 casos), em Pernambuco (24 casos) e em São Paulo (7 casos) Até o momento, em 2015, os casos foram confirmados somente no Ceará (09 casos).

Mas dotô, como saber se meu filho está com sarampo?

Caro paciente, o sarampo é uma doença viral aguda e altamente contagiosa. Ela começa com sintomas não específicos, como febre, tosse, coriza (nariz escorrendo) e conjuntivite, com duração de 2-4 dias antes do início do exantema. O sarampo pode causar complicações de saúde graves, incluindo pneumonia, encefalite, e até morte. O sarampo é transmitido pelo contato direto com uma pessoa infectada através de tosse e espirros. As pessoas infectadas transmitem a doença a partir de 4 dias antes do início do exantema até quatro dias depois do aparecimento desse sintoma. Depois de uma pessoa infectada sair de um local, o vírus permanece por lá até 2 horas nas superfícies e no ar.

Mas o que acontece com o sarampo? Por causa do sucesso do programa de vacinação contra o sarampo em décadas passadas, os casos de sarampo foram controlados. Não tinha mais caso no hospital, não tinha mais criança doente…hoje, o cenário está mudando. O sarampo está retornando, porque muita gente simplesmente optou por não tomar a vacina, e se expor à doença. Como o número de casos está começando a aumentar, e muitos dos jovens médicos nunca viram um caso de sarampo antes, o que pode acontecer é o médico não coletar um histórico detalhado de viagem ou exposição potencial e, inicialmente, pode não considerar o diagnóstico de sarampo como uma opção real. Por isso, que agora os médicos devem ser conscientizados da reemergência de doenças anteriormente consideradas controladas.

Por isso, a recomendação é universal!! Previna-se, Tome a vacina!!! Informe-se com o pediatra do seu filho e vá à um posto de saúde. A vacinação é gratuita!!

 

GLOSSÁRIO:

Imunopreviníveis: São doenças que podem ser prevenidas através da vacinação

Exantema: É uma erupção cutânea que pode ser causada por diversos microrganismos. O exantema é sinal característico do sarampo, onde há o aparecimento de manchas ou pápulas, que podem ser localizadas ou espalhadas.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

CDC Health alert Network. U.S. Multi-state Measles Outbreak, December 2014-January 2015. Disponível em: http://emergency.cdc.gov/HAN/han00376.asp. Acessado em 28/01/2015.

Boletim Epidemiológico do Sarampo, 23/01/2015. Governo do Estado do Ceará. Secretaria de Saúde. Disponível em: http://www.saude.ce.gov.br/index.php/boletins?download=1520%3Aboletim

Anúncios