O Dotô vai para o congresso!!!

Congresso-Nacional

Dotô, o senhor está de férias?

Quem me dera, meu caro paciente?! Estou em um congresso. Apesar de o congresso proporcionar uma quebra no dia a dia do meu consultório, os dias são bem corridos…palestras, discussões, apresentações de trabalhos e mais discussões. Os congressos, geralmente, tem uma duração de três a cinco dias e são muito importantes para conhecer outras pessoas que trabalham em áreas semelhantes às suas e firmar colaborações.

Pesquisadores, profissionais de saúde e estudantes vão aos congressos no intuito de divulgar seus trabalhos, se atualizar e trocar ideias com profissionais da mesma área.  Esses eventos geralmente são concentrados por áreas como virologia, microbiologia, parasitologia, infectologia e muitos outros, podendo ser anuais, bianuais e também serem  nacionais ou internacionais.

Semana passada o Dotô participou do II Simpósio Hermann Schatzmayr de Virologia, uma iniciativa muito interessante idealizada pelo núcleo de Virologia do Instituto Oswaldo Cruz, na Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ). Esse evento, em sua segunda edição, tem como principal objetivo manter viva a lembrança de um dos maiores virologistas do Brasil (Doutor Hermann Schatzmayr) e contribuir para divulgação de pesquisas realizadas no campo da virologia por alunos de pós-graduação de diferentes instituições.

Durante o simpósio temas importantes foram abordados por palestrantes com longa experiência nos temas, como: Dengue, Poliomielite e Influenza. Nos dias seguintes os alunos tomaram conta do evento apresentando seus trabalhos. Os temas foram diversos e foram abordados de diferentes maneiras. Posso destacar para vocês trabalhos interessantíssimos, como o desenvolvimento de anticorpos contra rotavírus obtidos da gema do ovo da galinha com o intuito de baratear os testes para o diagnostico desses vírus, este projeto me parece um projeto promissor. Ainda na área de inovação, houveram trabalhos na área de virologia ambiental com detecção de vírus em amostras de frutas, avaliação de testes rápidos para o diagnostico de Hepatite B, estudos de surtos de Hepatite A, investigações do envolvimento de vírus no câncer, trabalhos com vacinas para Hepatite A e outros com vacinas para Influenza. Estudos demonstrando a circulação de vírus exóticos no país, como o vírus do Oeste do Nilo, também fizeram parte dos diversos trabalhos apresentados nesse evento.

O evento contou com participantes de diversas instituições de ensino e pesquisa como USP, UFRJ, INCA entre outros. O Dotô aprendeu muito durante os três dias do evento e ficará de olho nos próximos pra trazer mais novidades do mundo da virologia para vocês.