Dotô, tô grávida e com medo do zika, o que eu faço?

Zikagravida

Caras mamães, estamos aqui para informar e alertar sobre o vírus zika, que atualmente está circulando pelo Brasil e está causando um rebuliço só nas famílias brasileiras. Mas, o que acontece de verdade? Vou contar desde o início para quem não acompanhou as últimas notícias do mundo dos vírus.

Nos últimos três meses o Brasil registrou 399 casos de bebês recém-nascidos com microcefalia em 7 estados do Nordeste. O primeiro boletim divulgado no dia 17/11/2015 registra, só em Pernambuco, por exemplo, 268 novos casos. Já nos outros estados foram registrados: Sergipe (44), Rio Grande do Norte (39), Paraíba (21), Piauí (10), Ceará (9) e Bahia (8). Por causa desse aumento repentino, o Ministério da Saúde decretou no último dia 11 de novembro, Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional.

Mas o que é esse nome aí, Dotô? Micro o quê?

Microcefalia. É uma má formação detectada através da ultrassonografia do feto. Nesses casos, os bebês nascem com um cérebro menor do que o normal. Por exemplo, um bebê em tempo normal de gestação (que não seja prematuro) apresenta geralmente um perímetro de, pelo menos, 34 cm da cabeça. Já em casos de microcefalia, esses valores podem ser menores do que 33 cm, podendo causar algumas complicações neurológicas no bebê. Essa alteração pode ser causada por diversos fatores, como medicações, infecções por vírus e bactérias e até por radiação.

Mas e o Zika vírus com isso?

Inicialmente, gostaríamos de deixar claro que casos de microcefalia sempre ocorreram em nosso país e no mundo. O que chamou a atenção dos médicos e das autoridades foi o grande número de casos que começaram a ocorrer neste ano. Durante a revisão dos prontuários e históricos das gestantes e mães de bebês com microcefalia, observou-se que muitas delas relatavam ter apresentado febre e manchas pelo corpo, mas sem maiores alardes. Então os responsáveis apontaram a possível associação entre esses casos e vírus Zika, recém chegado no país em 2014.

A discussão ganhou ainda mais força com a divulgação dos resultados obtidos pelo Laboratório de Flavivirus da Fiocruz  (Rio de Janeiro), onde os pesquisadores detectaram a presença do material genético do vírus zika no líquido amniótico de duas gestantes da Paraíba cujos bebês tiveram a microcefalia confirmada pela ultrassonografia. E quando confrontaram o sequenciamento do material genético com o banco de dados de genes, descobriram que o vírus encontrado aqui é semelhante ao que circula pela Ásia. Confira a reportagem na integra aqui: (http://g1.globo.com/bemestar/noticia/2015/11/deteccao-de-zika-no-liquido-amniotico-feita-pela-fiocruz-e-inedita-na-ciencia.html)

Mas atenção, não podemos dizer ainda que existe uma relação de causa e efeito, ou que todas as mamães que se infectarem com o zika vão ter bebês com microcefalia, e vice-versa. Mas sim que existe uma hipótese de que isso possa acontecer.

Esse estudo é muito importante em termos de saúde pública, e o que temos pra dizer agora pra todas as mamães grávidas que acompanham o blog do Dotô, e que ficam super preocupadas (com razão) é:

Na dúvida, se protejam.

Mantenham as portas e janelas fechadas ou com telas de proteção, usem calça e blusa de manga comprida e usem o repelente adequado para vocês, gestantes!

Se antes vocês tinham que se proteger da dengue, se protejam mais ainda. Também se informem, seja por aqui, seja pelo blog do Ministério da Saúde (www.blog.saude.gov.br/), e de outras fontes que sejam confiáveis, busquem se atualizar não só sobre infecções congênitas como a do vírus zika, mas também tantas outras que podem ser transmitidas para o seu bebê durante a gestação.

Façam o pré-natal, tenham todas as vacinas em dia, tenham cuidados na alimentação e usem bastante repelente, afinal, o vírus zika é transmitido pela picada do mosquito mais famoso do Brasil, o Aedes aegypti.

É só o que podemos dizer enquanto não temos novas novidades na pesquisa para as mamães mega ansiosas. Em breve voltamos com mais updates virais! Até mais!

Ficou na dúvida sobre os sintomas do zika vírus, o Dotô relembra: manchas na pele, conjuntivite e febre, acompanhado ou não de dores nas articulações.

REFERÊNCIAS:

Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde (publicado dia 17/11/2015). Disponível em:
http://portalsaude.saude.gov.br/index.php/cidadao/principal/agencia-saude/20805-ministerio-da-saude-divulga-boletim-epidemiologico

Ministério orienta as gestantes sobre casos de microcefalia (publicado dia 13/11/2015):
http://portalsaude.saude.gov.br/index.php/cidadao/principal/agencia-saude/20692-orientacoes-as-gestantes-sobre-os-casos-de-microcefalia

IOC Fiocruz identifica a presença do zika virus em dois casos de microcefalia. Disponível em:
http://portal.fiocruz.br/pt-br/content/iocfiocruz-identifica-presenca-de-zika-virus-em-dois-casos-de-microcefalia

É permitida a reprodução total ou parcial desta publicação, desde que citada a fonte (Dotô, é virose?)